Livro Inclusão e Reabilitação da Pessoa com Deficiência Visual: Um Guia Prático

O Portal da Deficiência Visual tem o prazer de lhe oferecer gratuitamente, o primeiro livro lançado por nós sobre inclusão e reabilitação da pessoa com deficiência visual. São quase 400 páginas com os melhores conteúdos apresentados nas duas primeiras edições do Congresso Online de Inclusão e Reabilitação da Pessoa com Deficiência Visual, realizados pelo Portal da Deficiência Visual nos anos de 2015 e 2016. Abaixo você confere maiores detalhes e o sumário do livro.

Para receber o livro gratuitamente, basta preencher o seu e-mail no formulário acima e clicar no botão baixar livro!

Apresentação

Em face da vastidão de informações que se espalham a uma velocidade vertiginosa pelo mundo, sem que tenhamos a possibilidade de ter acesso a elas ou a capacidade de absorvê-las, torna-se imperioso que se agregue todo este conhecimento em um único lugar, tornando-o ainda mais conciso e transformador. Este livro foi planejado por seus idealizadores, gestado durante um longo espaço de tempo, e construído a partir da união de muitos especialistas, cujo encontro de idéias consistiu em uma ebulição de experiências que cresceu, e tornou-se este ser que hoje se agiganta à medida que você leitor, lhe fornece os seus próprios anseios, para que se tornem fonte de toda a discussão que ele evoca.
Foram compilados aqui os melhores artigos criados e apresentados nas duas primeiras edições do Congresso Online Internacional de Inclusão e Reabilitação da Pessoa com Deficiência Visual, realizados nos anos de 2015 e 2016 pelo Portal da Deficiência Visual, reunindo um público total de mais de 1500 pessoas alcançadas, em um raio de 48 países espalhados pelos 5 continentes.
A evolução dos conteúdos segue uma trajetória lógica que acompanha a pessoa com deficiência visual desde o seu nascimento até a sua vida adulta, em todos os aspectos que cada fase envolve, seja na vida familiar, escolar, acadêmica, laborativa ou social.
Não se trata, porém, de um texto acadêmico, mas sim de um conjunto de estudos e relatos que envolvem os aspectos práticos da inclusão de pessoas com deficiência visual, dando primordial enfoque ao que é aplicável na vida de cada um de nós e que possa trazer uma nova visão acerca da inserção destes, iniciando-se pela intervenção no meio familiar, de onde partem os preceitos que acompanharão estes indivíduos por toda a vida.
São relatos, experiências e estudos que vêm de diversas partes do mundo, sendo alguns deles nos idiomas inglês e espanhol, língua nativa de seus autores, a partir dos quais pode-se criar um panorama internacional acerca do tema e apresentá-lo aos maiores interessados, que são efetivamente as pessoas cegas ou com baixa visão, seus professores e seus familiares, trazendo o que há de mais atual e relevante para os envolvidos com esta temática.
Todo o conhecimento aplicado neste guia está voltado à realidade palpável, aquela na qual estamos inseridos e apresenta soluções a partir das quais este contexto possa ser analisado, discutido e aprimorado, de acordo com as necessidades e objetivos que motivam ou resultam deste processo.
Para isto, foi proposital a inclusão de pontos de vista diferentes sobre um mesmo tema, de forma a permitir que você leitor possa formar a sua própria opinião sobre o que é melhor para a sua realidade.
Desejamos que este material lhe forneça uma ponte, através da qual você possa sair do campo das idéias e viver a sua independência na prática!

Sumário
Dedicatória 5
Apresentação 6
CAPÍTULO I: Os Benefícios da Convivência com Animais para o Desenvolvimento Biopsicossocial da Criança Cega: Camila Gandini 8
CAPÍTULO II: A Importância do Brincar para Crianças Cegas e com Baixa Visão: Olga Solange Herval Souza 17
CAPÍTULO III: Laços que Aprisionam: O Cárcere Emocional Estabelecido pelas Relações de Superproteção: Camila Gandini 31
CAPÍTULO IV: Síndrome de Münchausen e Deficiência Visual: Os Familiares que Adoecem às Pessoas com Deficiência para se Tornarem Indispensáveis em Suas Vidas: Lorelaine Sapia 41
CAPÍTULO V: Deficiências Instaladas: Quando a Deficiência Visual se Converte em Deficiências Múltiplas: Sabrina Siqueira Casado 47
CAPÍTULO VI: Educação Sexual e Deficiência Visual: As Conseqüências da Vergonha de Ensinar: Camila Gandini 66
CAPÍTULO VII: Maternidade e deficiência visual: É Possível a uma mulher cega cuidar de seus Filhos desde o Nascimento com Autonomia? Joice Guerra 77
CAPÍTULO VIII: O preconceito enfrentado pelas famílias que decidem incentivar a autonomia de seus filhos com deficiência visual: Lorelaine Sapia 81
CAPÍTULO IX: Os Novos Crimes, Direitos e Deveres da Lei Brasileira de Inclusão: Daniel Monteiro 87
CAPÍTULO X: A Escola Preparatória: O Modelo Alemão de Educação baseado na autonomia do Deficiente Visual: Anja Pfaffenzeller 117
CAPÍTULO XI: O Uso do Computador na Sala de Aula do Ensino Regular como Forma de Inclusão do Aluno com Deficiência Visual: Wagner A. R. Maia 128
CAPÍTULO XII: Ecolocalização na Orientação e Mobilidade: Daniel Kish 137
CAPÍTULO XIII: Jogos e Histórias: Um Recurso Pedagógico para a Orientação e Mobilidade de Cegos com Prognóstico de Deficiência Múltipla: Maria do Socorro Fortes de Oliveira 162
CAPÍTULO XIV: Técnica de Mão Sobre Mão: Carlton Anne Cook Walker 174
CAPÍTULO XV: A História do Uso do Braille em Línguas Diferentes: Avi Gold, Israel 193
CAPÍTULO XVI: La evaluación diferenciada: "Un problema en las escuelas de inclusión para las profesoras y profesores que tienen que evaluar a sus estudiantes ciegos o con baja visión en su sala de clases" FERNANDO RAÚL PACHECO TRONCOSO 214
CAPÍTULO XVII: A Inclusão dos Deficientes Visuais no Ensino Superior dos Estados Unidos: Harrison Tu 229
CAPÍTULO XVIII: As Impossibilidades da Inclusão na Educação Superior: Jaqueline Aparecida de Arruda Watzlawick 232
CAPÍTULO XIX: Acessibilidade atitudinal: Deborah Prates. 267
CAPÍTULO XX: Fotografia e Deficiência Visual: Por que Não? João Kulcsár 291
CAPÍTULO XXI: Atuação profissional de pessoas com deficiência visual nas artes: Sara Bentes 302
CAPÍTULO XXII: Balé clássico e deficiência visual: Sabrina Siqueira Casado 328
CAPÍTULO XXIII: Das placas táteis ao multissensorial: estratégias para a acessibilidade estética de pessoas com deficiência visual no encontro com a arte: Raquel Guerreiro 341
CAPÍTULO XXIV: AUDIODESCRIÇÃO: O Acesso dos Jovens com Deficiência Visual aos Filmes: Margareth de Oliveira Olegario 357

Dedicatória

Certa vez, quando eu ainda era criança e estava perdendo a visão, meus pais me levaram até Chico Xavier em busca de alguma ajuda que me fizesse voltar a enxergar. Ao perceber que este era o único interesse deles naquela visita, ele disse aos meus pais: "Se vocês trouxeram ele aqui só por causa disto, vão em paz, ele vai ser uma pessoa normal." Hoje em dia eu entendo que Chico estava certo, e que errados éramos nós de querer mudar os planos divinos. E assim foi, eu cresci e me tornei uma pessoa que trabalha, estuda, tem filhos e faz tudo aquilo que tem vontade, como qualquer pessoa normal. Porém, para chegar até aqui eu tive que lançar mão de muito conhecimento acerca da inclusão e da reabilitação de pessoas com deficiência visual. Durante os 16 anos em que trabalhei no sistema público de ensino, fui percebendo a falta que faz um programa de inclusão e reabilitação que funcione de verdade. E foi do desejo de levar aquilo que aprendi a todas as pessoas cegas ou com baixa visão, estejam onde estiverem, que nasceu o Portal da Deficiência Visual e também este livro. Por isto que eu o dedico a toda pessoa com deficiência visual e a todo aquele que esteja buscando conhecimento para auxiliar alguém a tornar-se um ser humano mais digno, independente, bem-sucedido, ou por que não dizer, simplesmente uma pessoa normal. Dedico todo este trabalho a você leitor, seja você um profissional da área da saúde ou uma pessoa com deficiência visual buscando por uma vida digna, seja um professor ou cuidador que deseja preparar-se para atender a alunos cegos ou com baixa visão, seja você um pai ou uma mãe em busca de orientação acerca de como educar ou auxiliar no processo de reabilitação de seu filho, pois aqui você encontrará uma imensa quantidade de informações que irão transformar a forma como você se vê, a forma como você vê o seu paciente, o seu aluno ou seu filho, e a forma como você sempre viu a inclusão e a reabilitação de pessoas com deficiência. Boa leitura!
Prof. Wagner Maia